IntroduçãoO título| LançamentoRecordesInformaçõesDedicatóriaDiferença nas traduções|
Nome dos capítulos e ilustrações|Enredo|O Príncipe Mestiço| O Grande SpoilerNovos personagens|
Curiosidades| Trechos| Número de páginas| Harry Potter pode morrerEnigmasVídeosCapas

• Introdução
Em seu sexto livro, que acaba de chegar às lojas, o bruxinho Harry Potter cresceu, amadureceu e até arrumou namorada. Só não abriu mão de sua tradutora brasileira, Lia Wyler, escolhida pela própria autora, J.K. Rowling, que lê em português e acompanha a publicação de seus livros em outras línguas.
Nesse novo livros aparecem novos personagens, conhecemos informações decisivas sobre o passado de Voldemort,  e um importante personagem é assassinado e a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts é ameaçada ser fechada.

O título
A editora portuguesa decidiu traduzir o título como Harry Potter e o Príncipe Misterioso (apesar de antes ter pensado adotar o título de Harry Potter e o Príncipe das Poções) e lançou-o no dia 15 de outubro de 2005.

Já no Brasil, o título demorou um pouco mais para ser definido. Após a imprensa ter adotado diversos títulos, dentre eles Harry Potter e o Príncipe Mestiço, Harry Potter e o Príncipe Bastardo e ainda Harry Potter e o Príncipe Morganático, Lia Wyler, a tradutora da versão brasileira afirmava que primeiro o enredo do livro seria analisado para que depois fosse escolhido um título apropriado. Finalmente, na segunda quinzena de outubro, foi divulgado o título definitivo para o Brasil (Harry Potter e o Enigma do Príncipe), lançado oficialmente no dia 26 de novembro.

O título do novo livro no Brasil foi escolhido pela própria J.K. Rowling, a partir de algumas sugestões feitas pela tradutora Lia Wyler. A criadora da série pediu aos tradutores dos livros Harry Potter que fugissem da tradução literal da expressão half-blood, que, no Brasil, é mestiço. Dentro do livro, o nome do personagem foi traduzido como Príncipe Mestiço. Segundo Lia, a tradução literal não daria conta da ambigüidade do original e Rowling pediu três sugestões. "Mandei o misterioso príncipe, o príncipe-mestiço e o enigma do príncipe. Ela escolheu o último", conta Lia. 

Lançamento

O livro foi lançado oficialmente dia 16 de julho de 2005 nos Estados Unidos, Reino Unido, Irlanda, Canadá, Austrália, África do Sul e Nova Zelândia.

• Africâner - Outubro de 2005
• Búlgaro - 13 de dezembro de 2005
• Chinês (simplificado) - 15 de outubro de 2005
• Chinês (tradicional) - 1º de outubro de 2005
• Francês - 1º de outubro de 2005
• Alemanha - 1º de outubro de 2005
• Grego - 2 de outubro de 2005
• Croácia - 15 de outubro de 2005
• Dinamarca -15 de outubro de 2005
• Grécia - 2 de dezembro de 2005
• Hebráico - 23 de dezembro de 2005
• Húngaro - Fevereiro de 2006
• Italiano - 6 de janeiro de 2006
• Polonês - 28 de janeiro de 2006
• Português (Brasil) - 25 de novembro de 2005
• Português (Portugal) - 15 de outubro de 2005
• Russo - 3 de dezembro de 2005
• Espanhol - 23 de fevereiro de 2006
• Turco - 1º de outubro de 2005
• Theca - 19 de dezembro de 2005
• Holandês - 19 de novembro de 2005
• Vietnamita - 24 de setembro de 2005

Recordes
- Nos Estados Unidos foram vendidas 6.9 milhões de cópias nas primeiras 24 horas.

- As vendas ultrapassaram a marca de 250.000 cópias por hora, desde o lançamento na meia-noite de sábado.

- Foram registradas 5.000 festas em comemoração ao lançamento do livro, estima-se que contando com as festas não registradas o numero de comemorações ultrapassa a marca de 10.000 festas somente no dia da estréia.

- As vendas norte-americanas do sexto livro de Harry Potter deram mais que $100.000.000 (£57 milhões) no valor bruto apenas no dia de estréia. OBS.: Mais que do que o esperado pelas bilheterias do filme "A Fantástica Fábrica de Chocolate" e "The Wedding Crashers"

- Quinze países tiveram o lançamento de "Harry Potter and the Half-Blood Prince" simultaneamente orquestrado nas primeiras horas do sábado (incluindo o Brasil).

- Em Sidney, na Austrália, mil fãs fantasiados embarcaram num trem chamado Gleewarts Express que os levou a uma local secreto fora da cidade, onde receberam suas cópias.

- Em Edimburgo, 2.000 crianças assistiram à chegada de Rowling a um castelo do século 11 que foi incrementado com muitos efeitos especiais, onde a autora leu trechos de um capítulo do livro.

- No Reino Unido, cerca de cem livrarias, com 350.000 cópias em estoque, abriram no primeiro minuto do sábado para atender a seus clientes.

- No Brasil: Nas lojas da livraria Cultura de São Paulo e Porto Alegre foram vendidos 3.000 exemplares em inglês do livro nas primeiras 12 horas de venda.

- Na Cultura do shopping Villa-Lobos, em São Paulo, que tinha mil exemplares importados no estoque, pouco depois de suspenso o embargo, à meia-noite, os fãs dispararam pelos corredores com o livro na mão, tentando descobrir que personagem havia sido morto no sexto volume da série. Os livros se esgotaram em menos de 12 horas.

- O site de vendas Amazon.com também informou ter batido todos os recordes na Internet, com 1,5 milhão de livros vendidos em algumas horas.

- Os primeiros cinco volumes da série Harry Potter venderam mais de 270 milhões de cópias em 200 países. O livro foi traduzido para 62 idiomas. 

Informações
Título original: Harry Potter and Half-Blood Prince
Autora: Joanne Keathleen Rowling
Tradução: Lia Wyler
Número de páginas: 608
Ano de publicação (Inglaterra): 2005
Ano de publicação (Brasil): 2005
Editora (Inglesa): Bloomsbury
Editora (Brasileira): Rocco

Dedicatória
Dedicatória de Harry Potter e o enigma do Príncipe, escrita por J.K. Rowling.
A Mackenzie,
minha linda filha,
dedico o seu gêmeo
de tinta e papel
Diferença nas traduções
Assim como em Harry Potter e a Pedra Filosofal, a versão americana do livro possui algumas frases a mais do que a versão original britânica. Isso acontece porque a editora britânica, Bloomsbury, corta algumas frases do livro que sentem que não fará falta.
Desta vez, a frase cortada está no Capítulo 27, "A Torre Atingida Pelo Raio".
- Não, não pode. - A mão de Malfoy que empunhava a varinha tremia muito fortemente. - Ninguém pode. Ele me mandou fazer isso ou me matará. Não tenho escolha.
- Ele não pode matá-lo se você já estiver morto. Venha para o lado certo, Draco, e podemos escondê-lo mais completamente do que pode imaginar. E, mais, posso mandar membros da Ordem à sua mãe hoje à noite, e escondê-la também. Ninguém ficaria surpreso que você tivesse morrido na tentativa de me matar. Nem os Comensais da Morte ficariam surpresos que nós tivéssemos capturado e matado sua mãe - é o que eles fariam, depois de tudo. Seu pai está no momento seguro em Azkaban... quando chegar a hora posso protegê-lo também... venha para o lado certo, Draco... você não é assassino...

Página 464 da tradução brasileira.

Nome dos capítulos e ilustrações

1 - O Outro Ministro


2 -A Rua da Fiação


3 - Querer é Poder


4 - Horácio Slughorn


5 - Fleuma Demais


6 - A Fugida de Draco


7 - O Clube do Slugue


8 - O Triunfo de Snape


9 - O Príncipe Mestiço


10 - A Casa de Gaunt


11 - A ajudinha de Hermione


12 - Prata e Opalas


13 - Riddle, o Enigma


14- Felix Felicis


15 - O Voto Perpétuo


16 - Um Natal Muito Gelado


17 -Uma Lembrança Relutante


18 - Surpresas de Aniversário


19 - Campana de Elfos


20 - O Pedido de Lorde Voldemort


21 - A Sala Impenetrável


22 - Depois do Enterro


23 - Horcruxes


24 - Sectumsempra


25 -A Vidente Entreouvida


26- A Caverna


27 - A Torre Atingida Pelo Raio


28 - A Fuga do Príncipe


29 - O Lamento da Fênix


30 - O Túmulo Branco

Enredo
Harry Potter e o Enigma do Príncipe é o terceiro livro da série que não começa com Harry no primeiro capítulo (o primeiro foi Harry Potter e a Pedra Filosofal que começou narrando a vida dos Dursley pouco antes da chegada de Harry e o segundo, Harry Potter e o Cálice de Fogo iniciado do ponto de vista de Lord Voldemort na casa de seu falecido pai), esse livro se passa entre Julho de 1996 e Junho de 1997.
No primeiro capítulo, ficamos sabendo dos encontros que aconteciam entre o Primeiro-Ministro dos trouxas e o Ministro da Magia. No último deles, Cornélio Fudge explica ao primeiro-ministro da Grã-Bretanha que os acontecimentos que devastaram o país nos últimos tempos eram obra dos seguidores de Lord Voldemort, o perigoso bruxo das trevas que retornara dois anos antes. Fudge conta também que renunciou a seu cargo de Ministro da Magia após sofrer forte pressão, tendo assumido o Chefe da Seção de Aurores, Rufo Scrimgeour.
Longe dali, chegavam à Rua da Fiação (Spinners End, no original) as irmãs Belatriz Lestrange e Narcisa Malfoy, à procura de um dos servos mais fiéis do Lorde. Para espanto de muitos, este fiel servo é ninguém menos que Severo Snape, que mostra sua lealdade a Voldemort e explica com riqueza de detalhes por que ele não procurou o Lorde durante os Anos de Exílio e por que não matou Harry Potter durante os últimos cinco anos em Hogwarts. Além disso, ele faz um Voto Perpétuo para Narcisa, prometendo ajudar seu filho Draco em sua primeira missão como Comensal da morte, e se percebesse que Malfoy não conseguiria cumprir a tarefa, tomaria como seu o trabalho não terminado. Essa tarefa, como mais tarde descobrimos, é assassinar Alvo Dumbledore, o diretor de Hogwarts.
Devido ao aumento de atividades dos Comensais, mudanças ocorrem em Hogwarts. Snape finalmente conseguiu tornar-se o Professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, sendo substituído no seu cargo de Poções pelo veterano professor de Hogwarts, Horácio Slughorn, que só voltou a Hogwarts depois de ser persuadido por Harry e Dumbledore.
Harry não tinha comprado o material de poções, pois Snape não o aceitaria com a nota que tirou nos N.O.M.s, mas Slughorn sim. Assim, Harry , recebeu um exemplar de Preparo Avançado de Poções usado, cujo antigo usuário se auto-intitulava Príncipe Mestiço. Graças às anotações que o Príncipe fazia em seu livro, Harry passa a ser o melhor aluno em Poções, superando até mesmo Hermione Granger.
Dumbledore passa a dar "aulas particulares" para Harry, mostrando-lhe na Penseira lembranças relacionadas a Voldemort, que comprovam que o Lorde das Trevas era "imortal" porque usava Horcruxes, objetos que guardam partes da alma. Duas Horcruxes já foram destruídas(o diário de Tom Riddle, em A Câmara Secreta, e o anel de Servolo Gaunt, avô de Voldemort), e os dois vão a uma caverna onde estaria outra Horcrux, o medalhão de Salazar Slytherin. Harry e Dumbledore conseguem o medalhão, mas Dumbledore se enfraquece tomando uma poção que escondia o colar.
Quando voltam à Hogwarts, eles descobrem que a escola fora invadida por Comensais da Morte, que haviam entrado na escola com ajuda de Draco Malfoy. Draco encurrala Dumbledore, mas hesita na hora de matá-lo. Então Snape, supostamente, cumpre o seu Voto Perpétuo e mata o diretor com a maldição imperdoavel e irreversível Avada Kedavra. Os Comensais fogem e enquanto Harry tenta alcançá-los, Snape revela ser o Príncipe Mestiço.
Harry descobre que a Horcrux era falsa; outrora, fora roubada por um certo R.A.B., que deixou um recado para Voldemort dentro do medalhão, dizendo que apreendera a Horcrux verdadeira e iria destruí-la.
Harry decide não mais voltar para Hogwarts, não antes de encontrar e destruir todas as Horcruxes de Lord Voldemort, tornando-o mortal. Rony e Hermione decidem ir com Harry onde quer que ele vá nessa jornada final para acabar com a ambição maligna do Lorde das Trevas. Harry planeja, antes de tudo, voltar a casa dos tios, respeitando o desejo de Dumbledore, e depois visitar a casa onde seus pais foram mortos, em Godric's Hollow.
Os sentimentos que Rony e Hermione nutrem um pelo outro ganham um destaque ainda maior nesse livro. A tensão entre os dois chega a seu ápice com outra crise de ciúmes na história dos casal, dessa vez sendo Hermione a causadora, ela ataca Rony com canários conjurados, ao vê-lo com outra garota da Grifinória, a Lavander Brown (Lilá).
Harry, após o fracasso do romance no ano anterior com Cho Chang, descobre-se apaixonado por Gina Weasley, a irmã mais nova de seu melhor amigo. E durante muito tempo tenta manter seus sentimentos em segredo, imaginando que Rony não irá aprovar um possível relacionamento entre os dois. Mas finalmente, com uma ajuda da poção Felix Felicis, Harry e Gina tornam-se um casal. Após os eventos na Torre, e para infelicidade de Harry, ele se sente na obrigação de proteger a jovem e rompe o namoro, pois teme que Voldemort venha novamente atrás de Gina na tentativa de atingi-lo.
Na verdade, os romances e a "explosão" de hormônios adolescentes ficam mais explícitos neste livro, superando até Harry Potter e o Cálice de Fogo e seu Baile de Inverno, fato totalmente justificável, afinal, a maioria das personagens principais por mais maduros que possam parecer e por maiores os desafios que enfrentaram no passado, são adolescentes de 16 anos vivendo num internato repleto de outros jovens da mesma faixa etária.

O Príncipe Mestiço
Severo Snape: O Príncipe Mestiço
É Severo Snape. O nome de sua mãe era Eillen Prince, uma bruxa de sangue puro, que casou-se com Tobias Snape, que nasceu trouxa. No decorrer na história, Harry encontra uma livro de poções pertencente a um tal "Príncipe Mestiço", que, por sinal, era uma excepcional preparador de poções. Ele anotava no rodapé das páginas do livro dicas de como preparar melhor as poções e tem haviam feitições inventados pelo próprio, como o Sectumsempra, usado para inimigos e com efeito muito parecido com o da maldição Cruciatus.

O Grande spoiler
O detalhe do enredo "Snape mata Dumbledore" junto com a lista dos capítulos foi colocado numa estrada da Inglaterra dois dias após o lançamento do livro.
Além de revelar o Grande Final de Harry Potter e o enigma do Príncipe, a polícia acha que a faixa podia ser perigosa pois, se caísse em algum carro, atrapalharia a visão do motorista, o que certamente causaria acidentes.

Novos personagens

PERSONAGEM

MAIS SOBRE ELE

CLASSIFICAÇÃO

 R.A.B.

É o grande mistério do 6º livro. Ele capturou um dos Horcruxes e deixou um medalhão falso no lugar. Ninguém além de Rowling tem idéia de quem seja. Ela não dá pistas sobre ser possível descobrir sua identidade com as informações dadas até agora nos livros.

MUITO IMPORTANTE

Horácio Slughorn

 É o novo professor de poções (Snape agora dá Defesa Contra as Artes das Trevas)Ele foi Professor de Snape e Diretor da Sonserina. É esnobe e gosta de quem é bem popular ou influente.

MUITO IMPORTANTE

Cormac McLaggen

 Estudante da Grifnória. Disputa a posição de Goleiro com Rony. 

POUCO IMPORTANTE

Fenir Greyback

Um horrível lobisomem. Foi ele quem mordeu Luppin e o transformou. Está tão especializado que nem precisa de Lua Cheia para a transformação. Está do lado dos Comensais da Morte.

 POUCO IMPORTANTE

Amycus

 Lobisomem que está no bando que invade Hogwarts.

NADA IMPORTANTE

Alecto

 Outro componente dos Comensais da Morte que atacam Hogwarts

NADA IMPORTANTE

Romilda Vane

 Estudante da Grifnória e fica apaixonada por Harry e faz algumas tentativas para conquistá-lo.

 NADA IMPORTANTE

Blaisi Zabini

 Estudante da Soncerina. É convidado para todas as festas VIP de Slughorn

NADA IMPORTANTE

Marcus Belby

É outro convidado para as festas de Slghorn.

NADA IMPORTANTE 


Curiosidades
- Severo Snape é o novo professor de Defesa contra a Artes das Trevas.
- Harry e Gina começam a namorar, mas no final Harry finaliza o romance, temendo que Voldemort faça algum mal à Gina.
- Harry fica menos tempo com os Dursley, porque Dumbledore vai lá para lhe explicar algumas coisas e, antes de levá-lo à Toca, Harry é levado para convencer Slughorn à voltar para o cargo de professor em Hogwarts.
- No sexto e sétimo livro saberemos exatamente porque Sirius teve que morer.
- Snape assassina Dumbledore, assumindo a função dada por Voldemort à Draco Malfoy.
- O novo ministro da magia, o chefe da seção de aurores, Rufo Scringeour, junto à Córnelio Fudge, visitam o primeiro-ministro dos trouxas.
- Dumbledore conta à Harry tudo que sabe sobre o passado de Voldemort e afirma que ele tem a alma dividida em 7 partes (as horcruxes).
- Gui, o irmão mais velho de Rony, é mordido por um lobisobem, mas que não estava transformado. Ele vai casar-se  com Fleur Delacour.
- Harry será o novo capitão do time de quadribol.

• Trecho do 6º livro
CAPÍTULO VINTE E QUATRO

SECTUMSEMPRA

EXAUSTO, MAS FELIZ, com o trabalho daquela noite, Harry contou tudo o que acontecera a Rony e Hermione durante a aula de Feitiços na manhã seguinte (tendo primeiro lançado o feitiço Abaffiato sobre os colegas que estavam mais próximos). Os dois ficaram bem impressionados com o modo com que ele extraíra a memória de Slughorn, e decididamente assombrados com o seu relato sobre as Horcruxes de Voldemort e a promessa de Dumbledore de levá-lo em sua companhia, se encontrasse outra.

– Uau – exclamou Rony, quando o amigo finalmente terminou de contar tudo; Rony acenava com a varinha em direção ao teto, sem prestar a mínima atenção ao que estava fazendo. – Uau. Você vai realmente acompanhar Dumbledore... e tentar destruir... uau.

– Rony, você está fazendo nevar – avisou Hermione, pacientemente, agarrando o pulso do garoto e desviando sua varinha do teto, de onde, de fato, tinham começado a cair grandes flocos de neve.

Harry notou que Lilá Brown, de uma das mesas vizinhas, observava Hermione com raiva e olhos muito vermelhos, e que Hermione largou imediatamente o braço de Rony.

– Ah, é – exclamou Rony, olhando para seus ombros vagamente surpreso. – Desculpem... parece que agora todos estamos com uma caspa horrível...

Ele espanou um pouco da falsa neve dos ombros de Hermione. Lilá caiu no choro. Rony pareceu sentir uma imensa culpa e deu as costas para a garota.

– Nós terminamos – disse ele a Harry pelo canto da boca. – Na noite passada. Quando me viu saindo do dormitório com a Hermione. Obviamente, ela não pôde ver você, então pensou que estávamos sozinhos.

– Ah – exclamou Harry. – Bem... você não está ligando para isso, está?

– Não – admitiu Rony. – Foi bem chato ouvir os gritos dela, mas pelo menos eu não precisei terminar.

– Covarde – disse Hermione, embora parecesse achar graça. – Bem, foi uma noite ruim para os namoros em geral. Gina e Dino também terminaram, Harry.

Harry achou que havia uma expressão de entendimento nos olhos de Hermione ao dizer aquilo, mas era impossível que ela soubesse que suas entranhas repentinamente começaram a dançar uma conga; mantendo os músculos do rosto imóveis e a voz o mais indiferente possível, ele perguntou:

– Por quê?

– Ah, por uma coisa realmente boba... Gina falou que ele estava sempre querendo ajudar na hora de passar pelo buraco do retrato, como se ela não soubesse subir sozinha... mas o namoro já estava balançando há um tempão.

Harry olhou para Dino do lado oposto da sala de aula. Certamente o garoto parecia muito infeliz.

– Claro que isto deixa você num dilema, não é?

– Como assim? – perguntou Harry imediatamente.

– A equipe de quadribol. Se Gina e Dino não estão se falando...

– Ah... ah, é – concordou Harry.

– Flitwick – alertou Rony. O minúsculo professor de Feitiços vinha saltitando em direção a eles, e Hermione era a única que conseguira transformar vinagre em vinho; seu balão de ensaio estava cheio de um líquido muito vermelho, enquanto os de Harry e Rony continuavam castanho-turvos.

– Vamos, vamos, rapazes – censurou-os o professor Flitwick com sua voz fininha. – Menos conversa e um pouco mais de ação... quero ver vocês experimentarem.

Juntos, eles ergueram as varinhas, concentrando-se ao máximo, e apontaram-nas para os balões. O vinagre de Harry virou gelo; o balão de Rony explodiu.

– Então... para casa... – disse o professor Flitwick, saindo de baixo da mesa e tirando estilhaços de vidro do chapéu – praticar.

Os três amigos tiveram um dos seus raros períodos livres em comum depois de Feitiços, e voltaram juntos para a sala comunal.

Rony parecia estar positivamente descontraído com o fim do seu relacionamento com Lilá, e Hermione também parecia animada, embora, quando lhe perguntassem por que estava sorrindo, ela respondesse simplesmente: "Está fazendo um belo dia." Nenhum dos dois parecia notar que uma feroz batalha devastava o cérebro de Harry.

Ela é irmã do Rony.

Mas ela deu o fora no Dino!

Ela continua sendo irmã do Rony.

Eu sou o melhor amigo dele!

Isso só vai piorar as coisas.

E se eu falasse com ele primeiro...

Ele bateria em você.

E se eu não ligar?

Ele é o seu melhor amigo!

Harry nem reparou que estavam passando pelo buraco do retrato para entrar na ensolarada sala comunal, e apenas registrou vagamente a rodinha de alunos do sétimo ano até que Hermione gritou:

– Cátia! Você voltou! Você está o.k.?

Harry arregalou os olhos: era de fato Cátia Bell, parecendo completamente saudável e cercada por amigos radiantes.

– Estou realmente boa! – disse ela feliz. – Eles me deram alta no St. Mungus na segunda-feira, passei uns dias em casa com meus pais e voltei para Hogwarts hoje de manhã. Liane acabou de me contar o que o McLaggen fez no último jogo, Harry...

– É, bem, agora que você já voltou e Rony está em forma, teremos uma chance decente de dar uma surra na Corvinal, o que significa que ainda poderíamos estar na disputa pela Copa. Escuta, Cátia...

Harry não pôde esperar para lhe fazer a pergunta; a curiosidade chegou a varrer temporariamente Gina do seu cérebro. Ele baixou a voz quando os amigos de Cátia começaram a juntar seus pertences; pelo jeito estavam atrasados para a aula de Transfiguração.

– ... aquele colar... você agora lembra quem lhe deu?

– Não – respondeu Cátia, sacudindo a cabeça pesarosa. – Todo o mundo está me perguntando, mas não faço a menor idéia. A última coisa de que me lembro é que entrei no banheiro feminino no Três Vassouras.

– Então, definitivamente você entrou no banheiro? – indagou Hermione.

– Bem, eu sei que abri a porta, então imagino que quem me lançou a Maldição Imperius estava parado ali atrás. Depois disso, minha memória apagou tudo até as duas últimas semanas no St. Mungus.

Escutem, é melhor eu ir andando, a McGonagall é bem capaz de me passar uma frase de castigo, mesmo sendo o primeiro dia da minha volta...

Cátia apanhou a mochila e seus livros e correu atrás dos amigos, deixando Harry, Rony e Hermione se sentarem a uma das mesas junto à janela para pensar no que ela acabara de contar.

– Então deve ter sido uma garota ou uma mulher quem deu o colar a Cátia – arriscou Hermione –, para estar no banheiro feminino...

– Ou alguém com a aparência de uma garota ou de uma mulher

– interpôs Harry. – Não esqueça que existe um caldeirão de Polissuco em Hogwarts. Sabemos que roubaram um pouco...

Mentalmente, Harry viu um desfile de Crabbes e Goyles passando, todos transformados em garotas.

– Acho que vou tomar outra dose de Felix – anunciou Harry –, e fazer uma nova tentativa para entrar na Sala Precisa.

– Isto seria um completo desperdício de poção – disse Hermione taxativamente, descansando o exemplar do Silabário de Spellman que acabara de retirar da mochila. – A sorte só pode levar uma pessoa até certo ponto, Harry. A situação com Slughorn foi diferente; você sempre teve habilidade para convencer o professor, só precisou dar um empurrãozinho nas circunstâncias. Mas não basta sorte para você passar por um poderoso encantamento. Não gaste à toa o resto da sua poção! Vai precisar de toda a sorte que puder arranjar, se Dumbledore levar mesmo você com ele... – Sua voz transformou-se num sussurro.

– Será que não podíamos preparar mais um pouco? – Rony perguntou a Harry ignorando Hermione. – Seria o máximo ter um estoque de poção... dê uma olhada no livro...

Harry apanhou seu exemplar de Estudos avançados no preparo de poções na mochila e procurou a Felix Felicis.

– Caramba, é a maior complicação – exclamou, correndo os olhos pela lista de ingredientes. – E leva seis meses... é preciso deixar cozinhar em fogo lento...

– Só podia ser – comentou Rony.

Harry ia guardando o livro de novo quando notou o canto de página dobrado; abrindo-a, viu o feitiço Sectumsempra, com a legenda "Para inimigos", que ele marcara algumas semanas antes. Ainda não descobrira para que servia, principalmente porque não queria testá-lo perto de Hermione, mas estava pensando em experimentar em McLaggen da próxima vez que encontrasse o garoto de costas, distraído.

A única pessoa que não ficou muito feliz ao ver Cátia Bell voltar à escola foi Dino Thomas, porque não precisaria mais substituí-la como artilheiro. Ele suportou o golpe estoicamente quando Harry lhe deu a notícia, limitando-se a resmungar e sacudir os ombros, mas Harry teve a nítida impressão, ao se afastar, de que Dino e Simas estavam reclamando, inconformados, às suas costas.

A quinzena seguinte registrou os melhores treinos de quadribol que Harry conhecera como capitão. Sua equipe estava tão satisfeita de se livrar de McLaggen, tão contente de ter Cátia finalmente de volta, que todos estavam voando excepcionalmente bem. Gina não parecia nem um pouco chateada com o fim do namoro com Dino; pelo contrário, era a vida e a alma da equipe. Suas imitações de Rony, subindo e descendo na frente das balizas quando a goles vinha em sua direção, ou de Harry, berrando ordens a McLaggen antes de ser nocauteado, divertiam constantemente os jogadores.

Harry, rindo com os outros, ficava satisfeito de ter um motivo inocente para olhar Gina; ele recebera outros tantos balaços durante os treinos porque não estava mantendo os olhos no pomo. A batalha continuava a devastar o seu cérebro: Gina ou Rony? Por vezes, ele achava que o Rony pós-Lilá talvez não se importasse tanto se ele convidasse Gina para sair, então se lembrava da expressão do amigo quando vira a irmã beijando Dino, e tinha certeza de que Rony consideraria uma vil traição se ele sequer segurasse a mão de Gina...

Contudo, Harry não podia deixar de falar com Gina, rir com ela e voltar do treino, caminhando, com a garota; por mais que sua consciência doesse, ele vivia imaginando a melhor maneira de encontrála a sós: o ideal teria sido Slughorn dar uma de suas festinhas, onde Rony não estaria por perto. Infelizmente, o professor parecia ter desistido das reuniões. Uma ou duas vezes, Harry considerou pedir a ajuda de Hermione, mas achou que não agüentaria o ar de presunção que veria no rosto da amiga; pensou já tê-lo visto quando Hermione o surpreendia olhando para Gina ou rindo de suas brincadeiras. E, para complicar, havia a preocupação insistente de que, se não a convidasse, logo alguém certamente o faria: pelo menos, ele e Rony estavam de acordo que Gina era popular demais para seu próprio bem.

De um modo geral, a tentação de tomar outro gole de Felix Felicis tornava-se mais forte a cada dia que passava, porque, sem dúvida, este era um caso, segundo dissera Hermione, de "dar um empurrãozinho nas circunstâncias", não? Os dias mornos e agradáveis foram desfilando mansamente pelo mês de maio, e Rony parecia estar colado em seu ombro toda vez que ele via Gina. Harry viu-se desejando um feliz acaso que fizesse Rony perceber que nada lhe agradaria mais do que seu melhor amigo e sua irmã se apaixonarem e deixar os dois sozinhos por mais do que uns poucos segundos. Parecia, no entanto, não haver chance de nada disso acontecer nas vésperas da última partida de quadribol da temporada; Rony queria discutir táticas com Harry o tempo todo, e praticamente não pensava em outra coisa.

Neste particular, Rony não era original; o interesse pela partida Grifinória-Corvinal aumentava extraordinariamente em toda a escola, porque o confronto decidiria o campeonato, que continuava em aberto. Se a Grifinória vencesse a Corvinal por uma margem de trezentos pontos (uma tarefa difícil, embora Harry nunca tivesse visto sua equipe voar melhor), o campeonato seria deles. Se vencessem por menos de trezentos pontos, terminariam em segundo lugar, atrás da Corvinal; se perdessem por uma diferença de até cem pontos, chegariam em terceiro lugar, atrás da Lufa-Lufa, e, se perdessem por mais de cem pontos, ficariam em quarto lugar e ninguém, pensava Harry, nunca, jamais o deixaria esquecer que fora o capitão que levara a Grifinória à lanterna do campeonato nos últimos dois séculos.

Os dias que precederam essa partida crítica apresentaram todos os problemas costumeiros: os jogadores das Casas rivais tentavam intimidar as equipes adversárias nos corredores; cantavam refrões grosseiros sobre os jogadores à sua passagem; os membros das equipes se exibiam pela escola, deliciando-se com as atenções ou correndo ao banheiro nos intervalos das aulas para vomitar. Por alguma razão, na mente de Harry, o jogo se tornara indissociável do sucesso ou fracasso de seus planos em relação a Gina. Ele não podia deixar de sentir que, se ganhassem por mais de trezentos pontos, as cenas de euforia e uma estrondosa comemoração pós-jogo seriam tão eficazes quanto uma boa dose de Felix Felicis.

Número de páginas
- A versão em inglês britânico, sob responsabilidade da editora Bloonsbury, tem 608 páginas e pesa cerca de 730 gramas.
- A versão norte-americana, editada pela Scholastic, tem páginas 672 páginas.
- A versão brasileira, sob reponsabilidade da editora Rocco, tem 504 páginas.

Harry Potter pode morrer
A escritora J.K. Rowling tem planos de livrar-se de sua criação máxima, o jovem bruxo Harry Potter.

Em entrevista à Bang Showbiz, o narrador Jim Dale, a voz dos livros em áudio da série Harry Potter, disse que Rowling recentemente confidenciou a ele que "o livro sete será definitivamente o último". Dale completou a informação, dizendo que "ela viveu tanto tempo com Harry que está decidida a acabar com ele".

Recentemente, a escritora declarou à imprensa: "vocês terão que esperar para ver se ele sobreviverá para tornar-se um adulto". De acordo com o site Dark Horizons, até o astro Daniel Radcliffe está preparado para o destino de seu personagem: "Eu acredito que existe a chance de Harry ser morto no último livro".

Será que Rowling faria isso com os milhões de fãs do menino bruxo? A resposta, infelizmente, ainda vai demorar. O último capítulo da série não tem data para ficar pronto, mas acredita-se que seu lançamento aconteça entre 2007 e 2008. [ Veja também: Livro 7 ]

Enigmas para o 7º livro
- Quem é R.A.B. ?
- Harry irá morrer?
- Quem matará Voldemort?
- Qual é a sexta horcrux?
- Hogwarts irá reabrir?
- De que lado está Snape?
- Dumbledore realmente morreu?
- Por que Sirius Black foi morto?
- Por que nem todas as pessoas viram fantasmas?

Vídeos
Download - J.K.Rowling autografando um exemplar 

Download - J.K.Rowling na grande festa de lançamento

Download - Depois que J.K. Rowling assinou a primeira cópia de Harry Potter and Half-Blood Prince em seu escritório em Edimburgo, um executivo da editora Scholastic viajou com o livro - sob segurança máxima - na Inglaterra, o livro foi colocado em um baú exclusivo que foi trancado e depois carregado por um guindaste em um transatlântico para sua viagem para a América. Quando o navio chegou ao porto da cidade de New York, o baú do steamer foi descarregado e transferido para um caminhão de segurança máxima. O livro permaneceu lá até sexta-feira (15 de julho) ás 9:30 da manhã, quando Dunbar entregou o baú para a matriz da Scholastic para um evento da imprensa. Lá, o baú foi destravado e o livro foi apresentado ao prêmio de grande vencedor da Sweepstakes Nation-wide Scholastic da biblioteca pública no sábado dia 16 de julho.

Capas

Brasil


Estados Unidos - versão infantil

Estados Unidos - versão de luxo

Reino Unido - versão infantil

Reino Unido - versão para adultos


Itália

Japão

Portugal

Alemanha

Grécia

França

China

Dinamarca

Finlândia

Holanda

Ucrânia

Israel

Espanha

Suécia

Noruega

Eslovênia

© 2006 ScarPotter - Todos os direitos reservados
www.omundodeharrypotter.com.br